Páginas

terça-feira, 20 de abril de 2010

O QUE É UM PSICOPATA E COMO IDENTIFICÁ-LO?



O Que é um Psicopata e como Identificá-lo?
Dra. Ana Beatriz Barbosa Silva (_*_

Psicopata é o indivíduo que apresenta um Transtorno de Personalidade, que se caracteriza por total ausência de sentimento de culpa, arrependimento ou remorso pelo que faz de errado; falta de empatia com outro e emoções de forma geral (amor, tristeza, medo, compaixão etc.). Os psicopatas são frios e calculistas, mentirosos contumazes, egocêntricos, megalômanos, parasitas, manipuladores, impulsivos, inescrupulosos, irresponsáveis, transgressores de regras sociais, muitos são violentos e só visam o interesse próprio. Eles estão infiltrados em todos os meios sociais, credo, sexo, cultura e são capazes de passar por cima de qualquer pessoa apenas para satisfazer seus sórdidos interesses. Podemos dizer que são verdadeiros “predadores sociais”, almejam somente o poder, status e diversão e usam as pessoas apenas como troféus ou peças do seu jogo cruel.

É muito comum as pessoas associarem psicopatia com loucura, mas isso é uma ideia equivocada. “Loucura” é o que a medicina denomina surto psicótico (alucinações ou delírios), como ocorre com os portadores de esquizofrenia, por exemplo. Os esquizofrênicos vivem numa “realidade paralela”, fora de si ou em ruptura com o “mundo verdadeiro”, e, exatamente por isso, não têm noção do que fazem. Já os psicopatas sabem exatamente o que estão fazendo, que estão infringindo regras sociais, e que a vítima está sofrendo com suas atitudes maquiavélicas, imorais e anti-éticas. Isso porque os psicopatas não apresentam problema algum de ordem cognitiva ou deficiência de raciocínio. A deficiência deles está no campo das emoções: aquilo que nos vincula afetivamente com o outro ou com todas as coisas do universo.

Somente uma pequena parcela dos psicopatas é serial killer ou assassino em série. A maioria sequer matou uma pessoa ou até mesmo apresenta uma aparência perversa. Para entender isso, é preciso ter em mente que existem níveis variados de psicopatia: leve, moderada e severa. O psicopata leve (a maioria) é aquele que vive de golpes, roubos, fraudes, estelionatos, que engorda ilicitamente suas contas bancárias com o dinheiro público, etc. Esses tipos estão disfarçados de líderes religiosos, bons políticos, executivos bem sucedidos, bons amigos, bons amantes...

Eles podem arruinar empresas, destruir lares, dar “rasteiras” nos colegas de trabalho, se promover à custa dos outros, mas não sujam suas mãos de sangue. Geralmente são charmosos, sedutores, inteligentes, aparentam ser pessoas “do bem”, possuem grande poder de persuasão e habilidade para enganar quem quer que seja. Estão do lado de fora das grades, convivendo com todos nós, sem levantar suspeitas de quem realmente são. Outros, de fato, são assassinos ou até serial killers e matam tal qual feras predadoras. Porém, qualquer que seja o nível de gravidade, todos, invariavelmente, deixam marcas de destruição por onde passam.

Reconhecer um psicopata não é uma tarefa tão fácil como se possa imaginar. Até porque, como já foi dito, a maioria não tem aparência de mau ou descuidada, tampouco possuem uma estrela na testa que possa identificá-los. Até os profissionais da área médica e psicológica podem ser facilmente enganados por eles, uma vez que os psicopatas representam muitíssimo bem. São os verdadeiros atores da vida real. Mas ter cautela é sempre importante quando não se conhece alguém ainda muito bem. Checar seus hábitos, saber um pouco do seu passado, ficar atento ao joguinho “da pena”, “do coitadinho” (todos fazem isso num determinado momento). Eles são muito habilidosos em usar da nossa boa fé. Sem querer ser pessimista, somente realista, antes de reconhecer um psicopata precisamos entender que a maldade existe verdadeiramente. A nossa tendência é sempre achar que o outro não é tão ruim assim e que um dia ele vai mudar. Ao identificar um deles ou perceber que há algo de estranho no ar, alguns cuidados são importantes, mas o essencial é tomar distância absoluta e jamais compactuar com alguém dessa natureza.

Em se tratando de saúde mental, só podemos falar em tratamento para as pessoas que estão em sofrimento e apresentam intenso desconforto emocional, que as impede de manter uma boa qualidade de vida. Por mais bizarro que possa parecer, os psicopatas parecem estar inteiramente satisfeitos consigo mesmos e não apresentam constrangimentos morais ou sofrimentos emocionais como depressão, ansiedade, culpas, baixa auto-estima, etc. Assim, não é possível tratar um sofrimento inexistente. No que tange aos medicamentos, nenhum deles, até o momento, se mostrou eficaz no tratamento da psicopatia. Tratar de um psicopata é uma luta inglória, pois não há como mudar sua maneira de ver e sentir o mundo. Psicopatia é um modo de ser.


12 comentários:

  1. ótimo post
    quem quiser saber mais sobre psicopatia, indico o livro "Mentes perigosas: o psicopata mora ao lado" da Ana Beatriz Barbosa

    ResponderExcluir
  2. Ótimo !!!!
    Me ajudou muito!!!!!
    Obrigada!!!

    ResponderExcluir
  3. Eu namorei um e sofri mas mãos dele. Só aceitei que ele era um, qndo tentou me matar por estrangulamento e tortura psicológica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. uau moça, achei interessante o seu depoimento, por favor se ver esse poste entrar em contato com o email: qualquerumser59@gmail.com

      Excluir
  4. Meu melhor amigo é um psicopata, sempre convivi com ele ;-;

    ResponderExcluir
  5. Meu melhor amigo é um psicopata, sempre convivi com ele ;-;

    ResponderExcluir
  6. Lendo isso. Agora sei que tenho pensamentos psicopata, as vezes até escrevo o que plenejo fazer com algumas pessoas, que me magoam... Eu tive depressão e várias outras doenças psicológicas, depois disso perdi todos os meus sentimentos... ninguém gosta de mim.

    ResponderExcluir
  7. Lendo isso. Agora sei que tenho pensamentos psicopata, as vezes até escrevo o que plenejo fazer com algumas pessoas, que me magoam... Eu tive depressão e várias outras doenças psicológicas, depois disso perdi todos os meus sentimentos... ninguém gosta de mim.

    ResponderExcluir
  8. Tenho contato com um garoto de 14 anos.. E de uns tempos pra cá ele me veio com umas conversas estranhas..desconfio que seja um. Ele disse que manipula os pais, as psicólogas, os amigos...dá medo. Você não sabe o que fazer, não sabe se é vdd, ou apenas pra chamar atenção.

    ResponderExcluir
  9. crianças que acham que são psicopatas por n terem sentimentos e bla bla...hahahah

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, um psicopata não se assume e simplesmente age, seria incoerência um psicopata dizer sobre o que faz sendo que ele não se importa é acha normal agir de tal modo.

      Excluir
  10. Psicopatas adoram saber que pessoas os temem assim.. Isso serve de aperitivo pra eles...😏

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Ele é a nossa recompensa.